kokay

Aprender consigo


Paulo Ricardo Freire

Uma vez, nos idos da minha adolescência, ouvi de um professor que era preciso aprender com os erros. Embora tenha achado a frase simpática, não entendia bem o que isso queria dizer. Mais tarde, já na faculdade, também li isso em diversos autores. Passei a entender a proposta do ponto de vista da pedagogia.

Depois de muitos erros e acertos, hoje eu entendo perfeitamente o que isso significa. É um lugar comum mas ainda vale a frase: “Errar é humano. Repetir o mesmo erro várias vezes é burrice”. Trocando em miúdos, somos humanos, até podemos errar, mas sempre erros novos.

Hoje, por exemplo, eu tenho convicção de que tudo que acontece entre duas pessoas, seja em que nível de relação, é resultado de interações e de um diálogo entre elas. Ninguém faz ou é nada sozinho. Se uma pessoa nos machuca também somos responsáveis por isso. Se ela nos ama, idem. Não há masoquista sem sádico. Eles se completam. Assim como não há ciúme sem experiências anteriores de perda. As pessoas só fazem com a gente o que permitimos que elas façam e vice-versa. Com isso passei a entender melhor as pessoas.

Hoje consigo não esperar respostas e para isso não faço perguntas. Apenas observo, assimilo e aprendo a lidar com a sua dinâmica. Sou responsável pelas pessoas que cativo, mas a partir de mim mesmo. Ou seja, tenho que cuidar dos meus afetos, mas não sou dono dos sentimentos, muito menos regente das emoções alheias. Cada um cuide do seu amor da forma que é possível.

Sinto-me mais feliz assim e também sinto que tenho feito as pessoas que comigo convivem mais felizes e autênticas, mesmo que as vezes elas não percebam isso. Hoje procuro amar muito, com toda a minha força. E desejo isso das pessoas em relação a mim. Mas, apenas desejo. Não sou controlador nem provedor desse sentimento que é de cada um. Apenas digo que amo sem esperar o “eu também” como se fossem irmãos siameses. O “eu também” deve ser um “eu te amo” independente, livre e no seu momento propício. Só isso que eu digo.

Anúncios
Padrão

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s